16 de abril de 2011

Rio!

> Blu (originalmente dublado por Jesse Eisenberg) é uma arara-azul nascida no Rio de Janeiro, mas que é vendida ilegalmente e exportada para a cidade Moose Lake em Minnesota, EUA. Lá ele é domesticado e segue uma vida completamente diferente do que viveria nas matas brasileiras, até o dia em que um pesquisador chega até sua dona com a proposta de levá-los ao Brasil para que Blu possa dar continuidade a sua espécie, que está em extinção, com uma arara-azul fêmea. Porém os dois animais são se darão tão bem e ainda terão que fazer um ‘tour’ pelo Rio de Janeiro para fugir das mãos de contrabandistas.
> Quando utilizei a palavra ‘tour’ quis dizer que os pássaros passam por todos os pontos turísticos bastante populares tanto dentro quanto fora do Brasil. É bem perceptível que o diretor Carlos Saldanha teve a intenção de mostrar um Rio mais agradável do que se é mostrado por filmes nacionais. O resultado foi uma animação muito simpática, divertida e cheia de belezas, tanto tecnicamente quanto em relação à própria cidade.
> Existem duas maneiras do Rio de Janeiro ser retratado no cinema voltado para o mercado internacional, como uma grande favela violenta ou como uma cidade tropical bem idílica; partindo do ponto em que uma animação tenha como maior público alvo as crianças, o Rio abordado no filme é, logicamente, o tropical. E o Rio tropical apresentado por Carlos Saldanha não dispensa alegria, cores, e muita música.
> O músico norte-americano Will.I.Am e Sérgio Mendes foram colaboradores musicais no filme e conseguiram, mais uma vez, ótimos resultados. Os 'pontos fracos' do Rio de Janeiro também aparecem no filme, claro que de uma maneira mais limitada e ‘encoberta’ pela comédia, tudo na medida para uma animação. O enredo do filme é aquilo que se tem visto em algumas animações, um casal (geralmente de animais) no elenco principal que tem dificuldades para se relacionar assim que se conhecem, personagens secundários com falas e vozes engraçadas e os ‘vilões’ atrapalhados que não conseguem ser bem sucedidos.
> Mesmo para uma animação, ‘Rio’ tem uma fotografia belíssima e mostra, de uma maneira que poucos filmes conseguem, a beleza de pontos que são comumente vistos tanto em filmes quanto em novelas como o Cristo Redentor. Diferentes visões em relação ao Rio de Janeiro estão presentes no harmonioso filme.

0 comentários:

Postar um comentário