30 de dezembro de 2011

Melancolia (Melancholia)!

> Justine (Kirsten Dunst) e Claire (Charlotte Gainsbourg) são duas irmãs que têm que lidar com alguns problemas no relacionamento entre elas. Após seu casamento, Justine se torna uma pessoa deprimida e melancólica, tendo que contar com o apoio da irmã para tentar reestruturar sua vida, além disso, a notícia de que um iminente planeta colidirá com a Terra fará com que mais uma vez, suas vidas passem por algumas mudanças.

> Lars von Trier ainda é um dos poucos diretores que utilizam conseguem fazer da boa direção de atores uma referência de seus filmes. Foi com o filme “Dogville” (2006), um filme em que basicamente não há nada explícito, somente excelentes atores em um cenário vazio com poucos objetos - algo bem semelhante a um teatro -, percebi que o forte desse diretor estava mesmo em conseguir fazer com que seu elenco expressasse todos os sentimentos idealizados por ele mesmo sem a ajuda de muitos recursos técnicos. Em ‘Melancolia’ é nítido o controle e a profundidade dos atores em todos os momentos. O que chama também a atenção aqui foi a maneira ardilosa com que a ficção científica foi levada a sério, sendo um dos principais motivos para o desfecho do filme. Kristen Dunst está em sua melhor atuação de sua carreira, até então e Charlotte Gainsburg, que já havia trabalhado com o diretor no difícil “Anti-Cristo”, também traz mais uma atuação crua e que muito melhor que muitas atrizes ‘experientes’. Destaque na parte técnica vai para a linda fotografia do chileno Manuel Alberto Claro.

> É um filme bastante intuitivo onde se pode obter muitas ideias tanto no que se vê como no que se fica subentendido, principalmente nos diálogos. Mais uma vez, Lars von Trier faz uma sequência de abertura excepcional que resume tudo o que veremos no restante do filme, mas não o que entenderemos ou perceberemos dali por diante. Poucos filmes mostram com nitidez uma relação familiar, nesse caso bem complexa, com sucesso e quando se consegue isso com apenas bastante boa vontade de um elenco e um roteiro super criativo, deve-se notar o sucesso desse trabalho. É, sem dúvida, um filme belo e surpreendente.

0 comentários:

Postar um comentário