12 de abril de 2012

Jogos Vorazes (The Hunger Games)!

> Na história temos uma América do Norte pós-apocalíptica cujo território é divido em 12 Distritos controlados por um “estado” opressor chamado Capital. A partir de uma tentativa falha dos distritos de tirá-la de sua posição dominadora através de uma revolta, a Capital resolve criar os “Jogos Vorazes”, um campeonato televisionado onde um jovem do sexo masculino e uma jovem do sexo feminino têm que brigar pela sobrevivência dentro de uma arena. Apenas um deles ficará vivo no final. A protagonista é Katniss (Jennifer Lawrence), representante feminina do Distrito 12 e que se oferece aos jogos no lugar de sua irmã mais nova. O filme é baseado em um livro homônimo da escritora Suzanne Collins.

> “Jogos Vorazes” tem potencial para ir além de outras adaptações cinematográficas, pois ele está ligado ao plano real. O cenário onde se passa toda a história é a “América do Norte” em uma versão mais futurística, por isso não há necessidade de criação de seres e outros adornos algumas vezes inúteis para esconder ou prolongar a resolução da trama. É um tipo de ficção científica sem exageros criativos e é uma aventura bem sagaz no sentido de que, em um momento da trama todos os participantes dos Jogos serão introduzidos, alguns carismáticos e outros nem tanto, e mesmo só restando um no final, em certos momentos chegamos a duvidar de que talvez a protagonista não seja a vencedora. Na história ainda é possível encontrar temáticas ambientalistas – nada muito chato e insistente – temáticas comportamentais e a maior de todas, a temática da sobrevivência. A questão do romance, por ser um livro voltado para o público infanto-juvenil, está ali claramente e inevitavelmente, mas fica atrás de todo o confronto principal, na verdade é uma consequência de todo o evento, até porque a autora não seria tola de colocar uma adolescente a apaixonada em meio a flechas, sangue e fogo.

> O filme resolveu mostrar mais um ângulo controlador da mídia e se saiu bem com isso, pois no livro não há a oportunidade de se mostrar tanto esse lado, pois tudo acontece sob o ponto de vista de Katniss, e como a escritora do livro também é roteirista, tudo ficou na mesma linha de pensamento. Jennifer Lawrence é só talento e beleza o tempo todo. O elenco inteiro se sai muito bem em seus personagens, mas o destaque, de longe vai para, além de Jennifer, Stanley Tucci que se mostra ao mesmo tempo natural e bem caricato. A direção de Gary Ross é madura e intensa, na verdade o filme todo é bem desenvolvido, vê-se que todos os detalhes, e o filme é cheio deles, foram levados a sério.

> Por ser o primeiro de uma saga, “Jogos Vorazes” ganha destaque por sua imponência e coragem de mostrar sua ideia principal sem se conter com medo de não fazer sucesso. É um filme de um riquíssimo potencial que soube dosar todas as suas habilidades de acordo com as necessidades. É envolvente e frenético em todos os momentos.

0 comentários:

Postar um comentário